Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Da carência à inocência

Lindolfo Cunha | 31.08.17
Por momentos deram uns quantos abraços como se fosse aquilo que ambos desejassem desde há muito, escondiam no íntimo para não se tornarem vulneráveis e expostos. Por momentos foram um, como (...)