Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Recomeçarei novamente

Rendi-me à minha chegada de alma nostálgica. Anos antes, tinha feito a promessa que seria daqui que iria partir para uma vida melhor.
Coração fechado, punhos apertados e uma vontade incontrolável de chorar. Mantive-me firme. Olhei o céu cinzento e aguardei uma pequena gota, só para poder ter um argumento válido para o caso de deixar escapar este sufoco.
Quantas oportunidades mais terei para me incutirem coragem?
Só queria entrar num barco, seguir o meu destino em busca da felicidade e, no final, deixar ancorado o medo que não me deixa avançar. Sair de pé firme e sentir-me grato pela terra que piso e pelo ar que respiro.
Agradecer por mim, por quem me acompanhou e por quem me poderá vir a acompanhar.
Rendi-me à chegada, porque talvez assim o destino o quisesse. Redesenhar tudo o que sou, mudar pensamentos, valorizar detalhes e relembrar-me que eu sou a causa.
A paz é inquietante, carregada de mágoas e frustrações.
Sinto-me protegido. Aqui protegem-me de tudo o que me possa fazer mal.
Estou a percorrer a linha que separa a vergonha de um falhanço e a da que me devolve a esperança.
Recomeçarei aqui. A vida é feita de fins e recomeços.
Recomeçarei novamente.

 

automatic-city-control-442584.jpg

Foto de: JESHOOTS.com

2 comentários

Comentar post