Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Ouve-me

Ouve-me. Nunca foste fraco, mesmo tu pensando o contrário.
Ouve-me. Podes voltar a confiar, mesmo quando alguém já te traiu a confiança.
Ouve-me. Podes dar voz a esse silêncio, porque alguém te irá ouvir.
Ouve-me. Não queiras ser o que os outros te impõem, mas sim o que tu desejas.
Ouve-me. És mais do que aquilo que vês em frente a um espelho.
Ouve-me. Não desistas de ti, porque há ainda quem acredite contigo.
Ouve-me. Deixa que te abracem e te embalem. Não és fraco por sentir a presença da carência.
Ouve-me. Tu tens amor no teu peito. Deixa-o voar.
Ouve-me. A tua alma é uma caixinha de música. Volta a dar-lhe corda.
Ouve-me. Larga a rotina e tenta, por vezes, sentir as loucuras de uma aventura.
Ouve-me. Volta a dançar e a rodopiar. Sente a brisa a tocar-te na pele.
Ouve-me. Mostra novamente quem és e no novo ser que te tornaste.
Ouve-me. Ninguém luta tanto como tu lutas e eu entendo-te.
Ouve-me. Eu sei que me ouves. Mas está na hora de me valorizares, porque faço parte de ti. Ouve-me. Estarei sempre contigo, para te guiar para os melhores caminhos.
Ouve-me. Sou a voz da tua consciência…

 

backlit-beach-beautiful-587836.jpg

 

1 comentário

Comentar post