Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Vou ter que te dizer

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Nenhuma frase ou palavra parece fazer sentir tudo o que sinto por ti.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Quem me dera conseguir fazer-te sentir, nas linhas, o meu arrepiar com o teu olhar.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Queria a palavra correta para exprimir como o teu toque na minha pele que me faz levitar.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. O teu cheiro liberta-me os sentidos e faz-me querer-te abraçar, beijar.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Procuro sinónimos para te fazer sentir o quanto o teu sorriso me faz sentir vivo.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Quero acordar contigo ao meu lado até envelhecer.

Mas no entanto... Escrevo. Apago. Volto a escrever.

Adorava conseguir dizer-te o quanto és perfeita para mim e o quanto me consegues iluminar a alma.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Não consigo explicar o quanto me sinto sortudo por ter-te a meu lado. Mas, mesmo assim, ainda tento.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Gostava que sentisses a magia que um beijo teu pode fazer.

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Procuro o poema perfeito para te escrever.

De que adianta, se nem o sentimento do amor sei entender?

Escrevo. Apago. Volto a escrever. Quero que saibas que te amo muito, mas não o consigo colocar em palavras.

Escrevo. Apago. Volto a escrever.

Já chega! Vou mesmo ter que te dizer.

 

48425184_386970868713247_3584841135605940224_n.jpg

 

Peço-te que fiques...

Não te peço que mudes. Peço que te encontres.

Peço-te que não negues as tuas origens e que as respeites.

Peço-te que te admires e que valorizes. Não te peço que mudes.

Peço-te que permaneças tal como és. Leal, sentimental, lutadora, humana.

Peço-te que te vejas com os meus olhos. Porque és mais do que vês.

Peço-te que não desanimes, porque a Vida é mesmo assim. Feita de altos e baixos.

Peço-te que aceites a mão de quem te quer ver sorrir. Não te arrependas do que fizeste ou deixaste por fazer.

Peço-te que vivas e deixes com que te façam viver. Não te peço que mudes.

Peço que faças o luto desse teu lado que morreu com alguém, mas que um dia se irá recuperar.

Peço-te que chores e que grites sobre tudo o que te incomoda, mas que sorrias por tudo o que te faz feliz.

Peço-te que respires fundo e que acredites em ti, em quem está contigo. A luta deixou de ser só tua, é nossa também.

Peço-te que não mudes.

Peço-te que imagines um amanhã sem dor ou mágoas. Sei que é difícil de o imaginar, mas irá existir.

Peço-te que gratifiques cada pessoa que tu conheces, pois somos pedaços de quem se cruza no nosso caminho.

Não te peço que mudes. Peço-te que converses com as estrelas e dances na Lua.

Peço-te que cantes com a melodia do mar para o Sol no horizonte. Não te peço que mudes.

Peço-te que fiques ao pé de mim. Segura.

Segura de ti.

Tal como és.

 

adult-beanie-buildings-127420.jpg

Foto de: Yuri Catalano

 

 

Continuarei...

Numa velocidade vertiginosa e inconstante, estou em busca da felicidade, da tranquilidade e do muito esperado, o amor.

Descarrilei, na linha da vida sem perceber o motivo. O controlo era quase absoluto. Porém, o caos instalou-se.

Olho em meu redor e vejo vagões carregados de mágoas misturados com a esperanças e a coragem.

Procuro naquele carril a desculpa para o sucedido. Não a encontro porque não existe. Custa-me a acreditar que foi o excesso de confiança em mim e no que transportava comigo. Talvez não tivesse noção do peso do que transportava.

Vejo tudo espalhado em meu redor. Salientam-se as futilidades. Até isso levava comigo.

Questiono-me o porquê, se não fazem sentido. Onde se enquadravam na minha missão?

Por que razão carreguei aquelas mágoas, se nada mais podia fazer para as emendar?

Sento-me e observo aqueles sonhos desfeitos em mil pedaços. Eu acreditava neles, sempre achei concretizáveis. Talvez fosse a velocidade que a vida me impunha que me fez perder a noção do perigo...

Ainda há dois segundos tinha a adrenalina a percorrer o corpo e, subitamente, choro por sentir que não fiz as coisas mais corretas.

Levanto-me e recolho o que realmente irei precisar para esta longa viagem que ainda me falta percorrer. Apanho os pedacinhos de sonhos, o que resta da esperança e coloco sobre os ombros a coragem.

Olho para trás com o ego ferido. Mas continuarei a pé.

Não é preciso muito para ser feliz.

 

alone-beach-blue-skies-934718.jpg

Foto de: Tom Swinnen

Ouve-me

Ouve-me. Nunca foste fraco, mesmo tu pensando o contrário.
Ouve-me. Podes voltar a confiar, mesmo quando alguém já te traiu a confiança.
Ouve-me. Podes dar voz a esse silêncio, porque alguém te irá ouvir.
Ouve-me. Não queiras ser o que os outros te impõem, mas sim o que tu desejas.
Ouve-me. És mais do que aquilo que vês em frente a um espelho.
Ouve-me. Não desistas de ti, porque há ainda quem acredite contigo.
Ouve-me. Deixa que te abracem e te embalem. Não és fraco por sentir a presença da carência.
Ouve-me. Tu tens amor no teu peito. Deixa-o voar.
Ouve-me. A tua alma é uma caixinha de música. Volta a dar-lhe corda.
Ouve-me. Larga a rotina e tenta, por vezes, sentir as loucuras de uma aventura.
Ouve-me. Volta a dançar e a rodopiar. Sente a brisa a tocar-te na pele.
Ouve-me. Mostra novamente quem és e no novo ser que te tornaste.
Ouve-me. Ninguém luta tanto como tu lutas e eu entendo-te.
Ouve-me. Eu sei que me ouves. Mas está na hora de me valorizares, porque faço parte de ti. Ouve-me. Estarei sempre contigo, para te guiar para os melhores caminhos.
Ouve-me. Sou a voz da tua consciência…

 

backlit-beach-beautiful-587836.jpg