Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Separados pelo tempo

Volto-me na cama vezes sem conta, aquele maldito relógio não para de contar o tempo.

Na minha mente surgiu que és passado, começas a ser um passado distante

Assusta-me.

A cada segundo que passa somos separados pelo tempo, mas, o nosso coração jamais irá ser separado.

Temos uma história, uma passagem, uma vivência.

Volto-me novamente, continuas a persistir na minha mente, será assim tão difícil encontrar o sossego?

É inevitável, a lágrima caiu.

Momentos de felicidade que irão ser apagados por esta distância, gargalhadas que serão esquecidas, toques que nunca mais existirão.

Sonhos que ficaram perdidos, levaste-os a todos contigo.

O relógio continua a digitar mais números, parece tudo tão lento e tão rápido.

Sufoco.

Fico desesperado nesta luta com a minha mente, não és a culpada(o).

Mas prometo-me, amanhã será o dia em que este maldito relógio vai começar a contar o tempo da minha felicidade e não da tua ausência.

Amanhã tudo irá acabar.

Agora sai da minha consciência para poder descansar.

Desliguei o relógio.

A saudade que tenho por ti assola-me.

Boa noite para ti, mesmo separado(a) por este tempo.

 

26803856_10155335032457198_764190904_n.jpg

 

2 comentários

Comentar post