Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Nasceste para brilhar

«Onde está essa luz ao fundo do túnel de que tanto falam?»

É a pergunta que te fazes de uma forma constante.

Parece ser tudo muito fácil aos olhos de quem está em teu redor. O corpo está pesado, carrega os passados que nunca irás conseguir mudar.

Tudo poderia ser diferente.

O sentimento de fracasso toma conta de ti enquanto a cidade dorme, toma conta do teu sono, enrolando-te vezes sem conta nesses lençóis frios de uma cama vazia.

Faz tempo que já perdoaste mas não te consegues perdoar, continuas agarrada(o) a esse estado emocional que só te puxa para baixo a cada dia que passa.

O teu corpo está poeirento e está na altura de o sacudires, de te limpares.

Ninguém consegue lutar por ti senão tu. És a prova da resiliência, já houve mais alturas da vida em que ninguém acreditava e tu conseguiste, ganhaste.

Não irá ser agora que vais deixar de brilhar.

Nasceste para isso.

Acredita, tudo se vai compor.

Sorri, tens um sorriso fantástico.

Respira, revitaliza-te.

Dança, canta, grita.

Vive e aprende a viver.

Não desistas de encontrar essa luz de que tanto falam.

Essa luz ao fundo do túnel, és tu!

Brilha.

 

29027067_1691903380848257_4329593408239697920_n.jp

 

Foto de: Pedro Vieira

 

1 comentário

Comentar post