Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Não pares de dançar

A subtileza com que me agarras, o encanto com que o teu corpo se une ao meu, respira-se as feromonas. Deixas-me doido, quero sair daqui contigo mas não quero que me largues.
Os teus lábios estão a pedir um beijo, fecho os olhos e imagino-o.
Estamos longe deste chão que calcamos, sente o meu coração a bater mais forte, estou com um misto de emoções, a música, as sensações que me estás a provocar, não quero parar.
Sou um dependente!
És tu, estou viciado em ti.
O respirar no meu pescoço, o toque da tua mão na minha, a tuas curvas delicadas. Fechas os olhos e desenho no teu corpo com os meus dedos, encosta a tua cabeça na minha e vamos unir a nossa alma, os nossos corpos já não se conseguem separar.

Vamos flutuar e ninguém nos vai conseguir acompanhar.

Não pares de dançar, peço-te só que não pares.
Estamos perto do céu!

Dança.

 

bridegroom-business-businessman-8115.jpg

Foto de: Tookapic