Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Escrevo-te

Escrevo-te porque te nego mas sei que existes. Vi-te.

Escrevo-te porque a saudade tomou conta de mais uma noite. Parece não dar tréguas.

Escrevo-te mesmo parecendo ridículo, dado o tempo que passou desde que os nossos caminhos tomaram direções diferentes.

Escrevo-te na esperança que me leias, que sintas o que eu sinto através das linhas deste papel.

Escrevo-te porque ainda sinto o teu cheiro e faz-me arrepiar.

Escrevo-te porque ainda te pressinto, mas não te consigo tocar.

Escrevo-te porque espero por ti e tu não vens.

Escrevo-te porque estou a enlouquecer com estes sons do silêncio, porque me sinto diminuído nesta casa vazia. Escrevo-te porque te queria aqui, hoje, nesta noite de inverno ouvindo a chuva a cair no telhado.

Escrevo-te porque queria conversar contigo até ao amanhecer, tenho tanto para te contar.

Escrevo-te porque não consegui reprimir mais o que sinto.

Escrevo-te para te dizer que sejas feliz mesmo sem mim. Que encontres a tua tão desejada felicidade.

Escrevo-te porque ainda te amo.

 

pexels-photo-261470.jpeg

 

Foto de: Pixabay.com