Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Coração vazio

Mostravas o melhor que havia em ti.

Lutava para não me apegar, as minhas histórias deixaram marcas.

Insistias, eu berrava, mordia-me, implorava para que não o fizesses, não queria passar por tudo novamente. Fazias-me sentir vivo.

Quem eras tu?

Porque tinha que ser eu?

Os sentimentos voltavam, há tanto tempo que os reprimia. Por mais que quisesse acreditar não conseguia, acontece aos outros, a mim não, pensava eu.

Sou um deslocado(a), desacreditado(a), desorientado(a).

Temi muito e tu temeste tanto quanto eu.

Um dia, sorriste e partiste.

Custou-me muito ver-te partir.

Talvez tivesse aprendido mais uma lição na minha vida:

O que há mais a temer do que um coração vazio? Nada.

Não sei porque tive medo.

 

girl_sitting_on_pier_blurred.jpg