Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Diário do "bipolar"

"Diário do amor, em parcelas escritas de lágrimas, silêncios e ânsias. O tempo igual ao de todos, pincelado de saudade e esperança. A luz que surge no caminho. Viver. Cair e levantar. Em cada dia."

Por ela, com ela

Ouço-te no meu ouvido. Arrepia-me.

Sinto que tens tanto amor para me dar e eu aqui, vazio.

Observas-me. Estou comprometido com todos os meus pensamentos.

Sinto-me claramente evidente. Lês todo o meu passado no meu olhar.

Nada falas.

Acaricias-me.

Estou petrificado sem nada conseguir fazer. Lutas interiores. Tentas entender mas não as imaginas.

Desmultiplico-me para te poder dar mais, para poder ser o que desejas. Sinto-me aquém.

Esperas.

Esperas pacientemente.

Surgem inúmeras palavras de conforto. Sinto-me grato por cada uma delas. Não respondo.

És bela e eu sinto-me um monstro. Talvez seja eu o adormecido nesta vida que não sei viver.

Valorizo-te. Quero-te mais.

Nada consigo fazer.

Tudo me puxa para trás, sinto que te vou falhar. Não te quero fazer sofrer, não te posso arrastar.

Amo-te tanto. Não te posso sujeitar a isto. É um problema meu, tenho que o resolver.

Estás ao meu lado, dás-me a mão.

Não te consigo olhar, sinto vergonha. Sinto-te, sinto-te intensamente.

Não te conseguirei fazer feliz. Atormento-me.

Aguardas por mim a cada dia que passa. És acreditada, fazes-me acreditar.

Sinto-me fraco. Sinto que te roubo o tempo.

Não te importas.

Amas.

Eu também.

Continuo sem nada dizer. Sei que o deveria de fazer para não te perder mas não posso continuo sempre a pensar que não te posso arrastar.

- Estou contigo até ao fim, seja comigo ou não.

Os olhos arregalam-se. Não era suposto. Sempre consegui fazer desacreditar no amor que sentia.

- Por ti prometo que amanhã será diferente.

Foi.

Por ela, com ela.

 

adults-affection-couple-853407.jpg

Foto de: Josh Willink

Como será uma estrela feliz?

Desde que partiste para bem longe que passo largas horas a observar o manto estrelado que paira por cima de mim.

Dizem que nos transformamos numa delas quando a nossa alma deixa o nosso corpo. Tento procurar-te nas milhares que me observam.

Eras diferente aqui, marcavas a diferença neste mundo físico. Procuro uma estrela que se destaque, que seja diferente.

 Dou por mim a procurar uma estrela irrequieta, eras assim. Sempre foste alegre, divertido e ativo.

 Eras feliz.

Como será uma estrela feliz? Será que saltita?

Acredito que me consegues ver na noite. Converso sozinho na esperança que o vento leve as minhas palavras até ti.

Partiste cedo, não o querias. Nós também não.

Nunca passa pela nossa mente ficar sem alguém que amamos, sabemos que temos um fim mas julgamo-nos eternos.

Não ficou nada por dizer, não ficaram remorsos, ficaram só corações dilacerados e sorrisos aquando surgem memórias.

Estás a anos luz a brilhar para mim, mas sinto-te ao meu lado, sinto que me tocas e me abraças. Sinto-o.

Dá-me paz observar-te no silêncio da noite.

Esqueço todos os meus problemas, são diminuídos ao perceber que um dia também irei estar aí contigo. Somos uma passagem. Temos missões e a nossa ainda não acabou.

A tua foi fantástica, fez-nos muito felizes só por existires.

Acabou, temporariamente. Somos separados por vírgulas numa história que escreveste.

Beijo-te na brisa.

Dá-me a tua luz.

Fecho os olhos e adormeço, contigo.

 

astronomy-dark-dawn-573238.jpg

Foto de: Matheus Bertelli

Como me fazes falta

Tenho saudades tuas.

Tenho saudade de conversar contigo, tenho saudade de ver a tua cara próxima da minha.

Aguardo por ti a cada noite, ouço-te a chegar. Ilusões.

Sinto o teu toque no meu pescoço.

Esta cama está vazia, volto-me e imagino-te.

«Como estarás?»

Não passas de recordações mas ainda assim consigo te amar. É estranho. Sinto-me estranho.

Não era suposto. Prometemos um ao outro que era até ao fim dos nossos dias. Não estás mais aqui. Quis o destino.

Ergui-me, limpei lágrimas e continuei na minha guerra. Conquistei territórios e ganhei batalhas. Orgulho-me.

Pudesse eu ter-te ao meu lado para o presenciares, mas não estás mais. Estás longe.

Não te ouço, não te consigo ver, espero sempre que me ouças. Imploro-te.

É custoso viver sem te ter ao pé de mim mas mesmo assim eu continuo. Faço-o por mim, a pensar em ti. Sei que não irias reconhecer esta parte guerreira que há em mim, eu também desconhecia a sua existência.

Os dias são longos e vazios. Tento preencher com histórias em papel. Vivo o amor dos outros, sinto-me apaixonado.

Nada compensa a tua ausência. Nada do que faço te consegue substituir. Penso em ti a cada instante, recordo as nossas vivências a cada segundo.

Como me fazes falta.

Sente-me, compreende-me.

Abraça-me neste pôr-do-sol. Tenho muitas saudades tuas.

Aguardo por ti na imensidão do meu silêncio.

Deita-te ao meu lado.

Peço-te.

Não faças barulho.

 

blur-blurred-background-couple-691045.jpg

Foto de: Leah Kelley

Chamam-lhe destino

O céu está limpo, vemos as estrelas e contamos histórias sentados no enorme rochedo.

Agradecemos ao destino por nos ter cruzado.

Não existem relógios, não marcámos o tempo. Tu e eu num paraíso imaginário.

Aconchegamo-nos, faz um pouco de frio.

Até com o brilho da lua ficas perfeita.

Parece tudo irreal. Custa-me acreditar que te tenho nos meus braços.

Não sei de onde surgiste, não sei como aconteceu. Nada se sabe.

Dizemos vezes sem conta que foi o destino. É a única explicação.

As conversas fluem sem temas pensados. Há química, há compreensão, há cumplicidade.

Não há medos.

Não existe tempo para pensar nos medos contigo ao meu lado.

Agradeço vezes sem conta. Agradeço todo o sofrimento que passei só para te ter esta nesta noite estrelada nos meus braços.

Nada me exiges.

Estou tranquilo, sereno.

Existes. Sempre pensei que não existisses, sempre pensei que não passasse de uma ilusão da minha mente.

Esperamos, soubemos esperar até o mundo nos cruzar.

Não sabemos o amanhã. Mas debaixo deste manto estrelado sei que sou muito feliz contigo.

Chamam de destino a esse salvador.

Eu chamo o teu nome.

 

adult-back-view-black-and-white-935822.jpg

 

Foto de: Vjapratama

Estou à tua espera

Sei que te sentes cansada, sinto-te a desistir. Parece que nada mais te prende a este mundo, a este corpo.

Sei que não tens ar, sei que não tens energia, sei que o silêncio é o teu melhor amigo e o pesadelo.

As emoções são confusas, difíceis de lidar.

Acreditar parece fácil para toda a gente menos para ti. Subitamente acordas com vontade de mudar a tua vida mas parece tudo mais fácil no pensamento.

A realidade magoa.

Sei como é difícil viver com a inferioridade, a angústia de uma vida ingrata, de lutar sem nada conseguir.

A impotência de nada conseguir fazer para reverter parece piorar tudo. Pânico, transforma-se tudo em pânico.

A ansiedade passou a fazer parte de ti, controla todos os teus movimentos sem nada conseguir fazer para a evitar.

Todos parecem felizes. Tu não.

Talvez não o sejam. Talvez disfarcem a mágoa de uma vida não planeada com uma mascara social.

Tal como tu, com esse sorriso fantástico.

Tudo parece perfeito quando olhas pela janela. Talvez não seja perfeito na sua plenitude mas caminha para lá.

Os passados acompanham aquelas pessoas no dia-a-dia, estão no mesmo barco em que estás. A luta pela sobrevivência.

Acreditam que conseguem superar, acreditam que são mais e vão ter mais. Os medos são aceites mas nada as faz demover.

Sonham baixinho para quedas pequeninas, estão cansadas de fracassos e sentem-se felizes pelas pequenas conquistas.

Não conseguem mudar o mundo, mas mudaram o mundo delas, pelo bem-estar.

Talvez sejam mesmo felizes e perfeitas, ou não.

Deixaram só de ter pena delas e aceitaram a realidade, tal como é.

«Um dia de cada vez e tudo se compõe.»

Um dia eu estive aí, exatamente onde estás. Não te desvalorizo mas sei que consegues muito mais.

Pára de me observar dessa janela.

Estou ansioso por te ver novamente ao meu lado.

Desce.

Estou à tua espera.

 

attractive-beautiful-beautiful-girl-785436.jpg

 

Foto de: Daniel Spase 

Tenho saudade!

Tenho saudades de estar contigo.

Tenho saudades de te abraçar.

Tenho saudades do abraçado sentido.

Tenho saudades de te beijar.

Tenho saudades da ilusão.

Tenho saudades do teu amor.

Tenho saudades da paixão.

Tenho saudades de sentir o meu coração com calor.

Tenho saudades de te ver adormecer.

Tenho saudades do meu ser.

Tenho saudades dos dias.

Tenho saudades das inocências.

Tenho saudades das fantasias.

Tenho saudades dos sentimentos com coerência.

Tenho saudades de te beijar.

Tenho saudades de ti em frente ao mar.

Tenho saudades dos dois.

Tenho saudades de ti.

Tenho saudades de ti, claro! Pois…

 

backlit-beach-clouds-289998.jpg

Foto de: Pixabay

Cheiras bem

Onde estás tu nesta noite estrelada?

Perdi-me. Vagueio.

Vejo pessoas, não passam de sombras.

Sinto-me só. Sinto-me sozinho neste mundo de imagens distorcidas e sons irritantes.

Nada faz sentido para mim, deixou de fazer.

Onde estás tu nesta noite? Não te vejo.

Quero-te sentir. Anseio.

Tenho saudades tuas. Desespero.

Grito. Acalma-me.

Vem para o pé de mim, não consigo viver sem ti.

Não tenho mais conversa para dar a este chão cinzento e sujo. A cabeça não se ergue, deixei de ter forças para me sustentar.

Será que há a possibilidade de viver sem amor? Não me sinto mais capaz de amar.

Quero muito acreditar. Não consigo.

Sou teu. Pertenço-te.

Fecho os olhos e fantasio.

Como estás linda ao meu lado. Respiras as flores deste manto colorido neste jardim que nos faz sentir livres, confiantes e felizes.

De todas as flores que vejo és a minha favorita.

Não posso mais viver na fantasia mas é lá que sou feliz.

E é no meio deste mundo estranho e complexo que continuo a sonhar contigo.

Sonho com a minha flor, sonho contigo.

Cheiras bem.

 

barefoot-basket-blooming-413707.jpg

Foto de: Pixabay